quarta-feira, 22 de outubro de 2008

FILOSOFANDO

Estamos sempre ocupados cobrando, ou sendo cobrados
Correndo para resolver um assunto muito importante,
Resolvendo problemas de todas as pessoas
E sempre que conseguimos um tempinho para nós mesmos
Olhamos para trás, para relembrar os sonhos, os planos que outrora fizemos
E descobrimos que tínhamos, dentre tantas coisas, planejado ser feliz!
Talvez essa fosse a prioridade numero um da lista de prioridades de qualquer jovem adolescente, e algo lá no fundo nos diz que não estamos, que não somos felizes.
Mas o que deu tão errado? Onde as prioridades dos outros tornaram-se para mim mais importantes do que as minhas próprias? Olho para o lado e não vejo ninguém caminhando e sorrindo como sonhei tantas vezes e planejei, e tenho a impressão de já ter tido e sentido alguém aqui, onde estará agora?
Porque não dei atenção para algo tão importante?
Nem vi exatamente o momento em que fiquei só, só com os meus problemas alheios. Luto, brigo, trabalho, corro... mas...!! Não acho onde é que está a minha felicidade. O futuro já chegou e eu continuo correndo atrás dessa desconhecida e nem ao menos sei o que ela é, sequer tenho uma vaga idéia de onde encontrá-la, barzinhos, danceterias, igrejas, esquinas, não sei...!.
O que me resta então é o velho amigo travesseiro que nas noites é companheiro, confidente fiel que apara minhas lagrimas, me conforta até adormecer soluçando, me proporcionando o sonho de um dia ser feliz.

Por:

Cap. Edward


Pergunta para os freqüentadores do Blog.
Você é feliz ? O que é e onde encontrar a felicidade?

3 comentários:

Jenny Faulstich disse...

Extremos

Ser os extremos,
ora triste, ora feliz,
ser assim...
No alto mais baixo,
no chão por um triz,
me faz atriz,
e por ora me engano
de que não sou feliz...



...Mania q temos de sair em busca d algo q já temos... E será mesmo que, o que achamos ter dado errado, realmente foi errado? A gte naum sabe o q encontraremos no caminho... Minha única certeza é de que 'TUDO PASSA', fases, momentos, euforia, melancolia... E uma coisa é a prática, outra é a teoria... Sou feliz, mas tb desabo meus fracassos, questionamentos, desesperos, esperanças e desesperanças ao meu pobre travesseiro...

Viva a vida!!!
Sonhe acordado!!!
Estamos todos no mesmo barco,
não se culpe por ter chorado...


* Jenny

Franca Leal disse...

"Ontem eu fiquei horas esquecidas assistindo ao trabalho das formigas e aprendi o quanto é importante FAZER.
Fazer sempre e de tudo para alcançar os galhos mais altos da árvore da vida e buscar o fruto alí quase esquecido: A PAZ!
Óh, Deus, torna-me indiferente a tudo que não seja construir com meu trabalho um mundo novo, onde só pessoas, bichos e coisas existam porque amam e entendem o amor como único sentido da vida!" (Djavan)


Quando li essa citação, fiz-me o seguinte questionamento: por que geralmente não aliamos a felicidade a nossa rotina e toda nossa correria?
Imaginei como seriam meus dias sem atribulações, sem expectativas, e me vi... vazia...

Saudações,
F.Leal

Alessandra disse...

Se eu sou feliz? Sim, sou, porque? Não sei, a felicidade não chega assim sem mais nem menos, não acordo um dia pensando em ser feliz e num outro pensando em não sê-lo, acho que a felicidade é algo que vem de dentro, é um estado de espírito, é algo que inunda todo o seu ser, transborda de seus poros, ela está nas pequenas coisas, as mais simples, as mais comuns, basta saber olhá-las com o devido discernimento e aproveitá-las ao máximo e ela acentua-se quando estamos amando, é claro, aí torna-se mais evidente, mais nítida, mais reluzente.
...é eu sou feliz!