quarta-feira, 2 de setembro de 2009

SAUDADE


Saudade é solidão acompanhada,
é quando o amor ainda não foi embora,
mas o amado já ...
Saudade é amar um passado que ainda não passou,
é recusar um presente que nos machuca,
é não ver o futuro que nos convida ...
Saudade é sentir que existe o que não existe mais ...
Saudade é o inferno dos que perderam,
é a dor dos que ficaram para trás,
é o gosto de morte na boca dos que continuam ...
Só uma pessoa no mundo deseja sentir saudade:
aquela que nunca amou.
E esse é o maior dos sofrimentos: não ter por
quem sentir saudades, passar pela vida e não viver.
O maior dos sofrimentos é nunca ter sofrido

Autor: Pablo Neruda

2 comentários:

Jenny Faulstich disse...

Eu é q naum me meto a besta de discutir mestre Neruda... naum mesmo...
ôoo saudadeeee!!!!

Abrçs p/ todos!!!

Jenny ;-)

Edinho disse...

Neruda, saudade só quem é poeta na acepção da palavra, o poeta que não escreve, mas o que lê! Sabe que isso significa vida.