quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

NÃO SEI


Não sei, nem me lembro como foi
Mas deixei escapar as rédeas da minha vida
Fiquei perdida, sozinha, confusa
Deixo-me então levar pelo amigo vento
Assim ao léu, voar pelo espaço aberto
Sem armas, sem defesas
Pois eu sei que não posso lutar contra o mundo
Eu quero é me manter nele
Voltar a viver com prazer
Sorrir ao amanhecer
Pensando na magia da noite
Pois é com ela que chego a sonhar
Sonho com o amor que está lá
Longe, se a distância contar
Perto, se ouvir o coração....


Alessandra

3 comentários:

Anônimo disse...

Belo poema, triste mas de uma beleza tocante!

Anônimo disse...

Hi everybody! I don't know where to begin but hope this place will be useful for me.
In first steps it's very good if someone supports you, so hope to meet friendly and helpful people here. Let me know if I can help you.
Thanks in advance and good luck! :)

Alessandra disse...

Well, thanks in advance for your help, and I really would like to know how we can help you. Please, be so kind to let us know!
Good luck to you tooo