sábado, 25 de julho de 2009

Você em mim.

Ainda guardo em minhas pálpebras a movimentação da tua imagem,
que de um lado para outro, como uma odalisca, toma meus pensamentos
e, como um filme de cinema mudo, calo-me a te admirar.
Sinto ainda em minha boca o gosto do teu ser,
mesmo que ser ainda não nos é uma condição, apenas um querer.
Guardo também em minha retina o teu sorriso
despretensioso e matreiro que me leva do caos ao travesseiro.
Na olfativa o teu cheiro de mulher que mata o poeta
e dá via ao homem de carne, osso e sangue, quente de desejo.
No dilatamento de minhas pupilas o teu vulto
que assombra o meu mais aterrorizante fantasma
e me traz, enfim...a paz!
Em cada impulso dos meus neurônios tua lembrança.
A cada batida do meu coração a esperança.
Em cada poro de minha pele a segurança arrepiada
da simples presença, do sorriso, do olhar, do olá,
do toque que ao acordar desse sonho desejo ser a única verdade
de minha até então cega, inodora, sisuda, insípida, vida.

Edson Carvalho Miranda
23/07/2009

5 comentários:

Anônimo disse...

Linda!! Linda!! Linda!! Outro dia estava eu na estrada e vi um caminhão lindo, grande, imponente. Tentei ler o que estava na traseira dele. Mas estava muito longe de mim. Fiquei muito curiosa e acelerei até ele.Foi uma surpresa. Lembrei-me de vc e de um poema que há muitos já havia lido por aqui mesmo. Estava assim: CUIDADO! CARGA ALTAMENTE SEDUTORA: DEVASSA, UM TESÃO DE CERVEJA! Com isso quero dizer-lhe o quanto é lembrado por mim, por suas obras e pela pessoa maravilhosa que é. Bjs

Edinho disse...

São os caminhos e descaminhos que a estrada da vida nos leva.
Alguns caminhões se vão ao longe e não voltam mais;
Outros vão lado a lado por toda a jornada;
E têm aqueles que se vão e sentimos que não deveriam ter ido jamais.

Alguns trafegam vazios, passam e não levam nada de nós e nem deixam nada,
Outros cheios levam muito de nós e deixam nossas cargas mais pesadas,
Tem aqueles que se deixarmos apenas nos tiram carga, nos levando as coisas boas.
Cargas que são sem valor, outras extremamente valorosas, algumas raras, de valores inestimáveis.
.
Cargas que a lufada de vento nos leva,
que tornam as lembranças boas e extremamente dolorosas,
mesmo quando lembramos de uma pessoa
assim como você, Linda e Maravilhosa.

Edinho

Anônimo disse...

Estarei sempre aqui. Saiba disso!

Anônimo disse...

VAMOS SAIR HOJE??

Alessandra disse...

VEJA-ME


Eu penso o que está na
minha memória, todas as coisas
que nunca disse, os gritos calados,
sensações partidas, sentimentos
talvez esquecidos ou sequer sentidos,
a minha solidão.

E te resgato de lá...como prova de amor.

Para que tu possas ver como sou realmente,
me visto de fogo, um fogo possante que
é quente mas não queima.

Perfumo-me com a poção da magia,
te encanto de jeito, não podes fugir,
não podes parar de me olhar
ao ver a minha dança para te seduzir...

Fecho a noite lá fora, ficas comigo
Quero que sintas a ternura a te embalar
juntamente com o calor do fogo do amor.

Então venha agora, cheio de desejo,
venha buscar o meu beijo
apoderas-te de mim...

Alessandra